segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Como Entender os Menus Franceses


Quando se parte para uma viagem à Europa sem estar ligado a alguma excursão, é necessário que se tenha ao menos uma noção básica de inglês para não enfrentar maiores dificuldades na hora de fazer o check in do hotel, de fazer compras e de perguntar por endereços.
Ainda assim, mesmo que a pessoa fale bem inglês, quando ela chega em algum restaurante na França, por exemplo, é comum que fique confusa, tentando decifrar um cardápio cheio de termos gastronômicos em francês. Acredite, nem mesmo os franceses conseguem conhecer todos os termos da complexa cozinha francesa, portanto não se sinta intimidado a perguntar para o garçom. Apesar dos franceses terem a fama de não gostarem de falar inglês, em toda boa casa há sempre um maitre capaz de pelo menos explicar o básico em inglês.
Mas se você não fala nem inglês, o que fazer? Pensando nisso, elaborei uma pequena tradução de alguns pratos e termos franceses que aparecem com grande freqüência nos cardápios da maioria dos restaurantes.

Entendendo os cardápios:
Os cardápios basicamente se dividirão em Entrées, que quer dizer entrada, Poissons que significa peixes e engloba demais frutos do mar, viandes que significa carnes e engloba carnes vermelhas, de caça e de aves, les fromages que são os queijos e por último desserts, que são sobremesas.
A seguir um exemplo simplificado de menu com alguns pratos clássicos da gastronomia francesa e suas traduções.

Les Entrées:

Fois gras de canard: Fígado de pato, que nas entradas normalmente é apresentado em terrines, na forma de patê e servido com fatias de pão torrado.Este da foto:

Se o fois gras estiver na parte dos pratos principais, ele será servido como escalope, ligeiramente grelhado.

Soupe a l’oignon gratinée: especialidade francesa, significa sopa de cebolas gratinada.
L’Artichaut são alcachofras
Le jambom ibérico é o tipo de presunto ibérico, parecido com o de Parma, só que mais forte.
Coquilles Saint Jacques: Espécie de gratinado feito com vieiras
Les escargots: são espécie de moluscos que vem na própria casca e são normalmente servidos bem quentes com manteiga de ervas e pedaços de pão.
Les grenouilles: São as rãs, servidas normalmente à moda provençal, isto é, com manteiga de ervas como os escargots

Les Poissons:
Saint Pierre:peixe típico francês de carne branca e tenra
Bass: É o nosso robalo
Ecrevisses:camarões
Crevettes:camarões, como o nosso rosa
Langoustines: São os lagostins
Homard: espécie grande de lagosta de casca escura muito encontrada na região da Bretanha
Thon: Atum
Saumon: Salmão
Dorade: Dourada

Les Viandes:
Magret de canard: Peito de pato cortado em finas lâminas com um pouco de gordura nos lados normalmente servido ao ponto para mal passado
Agneau: Cordeiro
Carré d’agneau: Costeletas de cordeiro
Veal: Vitela
Bouef: carne de boi, filé
Faux-Filet: Contra filé
Le caneton croisé: Clássico prato da culinária francesa e principal prato do famoso restaurante La Tour D'argent, é o pato assado e trinchado na frente do cliente.

Les Desserts:
Crème brullé: Espécie de creme feito com ovos, leite e baunilha , com uma fina camada de caramelo que se quebra com a colher. Delicioso por sinal, veja a foto:



Profiteroles au chocolat: São pequenas carolinas recheadas normalmente de caramelo ou chocolate, servidas com calda de chocolate quente.
Crème Caramel: como o nosso pudim de leite, só que na consistência de um flan
Millefeuille: mil folhas
Crème glacées et sorbets: No primeiro caso são sorvetes que levam leite além de outro ingrediente na sua composição, como o de chocolate, de nougat, de pistache, de caramelo, etc...Os sorbets são aqueles de frutas sem leite, como o de fruit de la passion, por exemplo, que é o nosso maracujá.

Outras expressões úteis:
Coulis - palavra francesa que significa caldo.Normalmente de frutas e sem adição de açúcar.
Julienne - tipo de corte de legumes ou frutas em tirinhas finas.
En croute - com crosta. Em italiano, é crostata.Uma crosta que pode ser de pão ou de castanhas.
Ragu - palavra italiana que define um tipo de molho com pedaços de carne.
Sauté - de origem francesa, significa saltear.
Tuille - significa telha em francês. É uma espécie de lâmina feita de amêndoas e açúcar caramelado que se assemelha a uma pequena telha.
Confit: Forma de cozimento lento em que o alimento normalmente é cozido na própria gordura ficando bem concentrado.

Imprimam e levem este pequeniníssimo manual com vocês. Com certeza vão encontrar estes pratos na maioria dos restaurantes que visitarem na França.
Bom apetite!

Um comentário:

Eu penso que... disse...

Com certeza vou imprimir essas suas dicas!
Só não sei quando vai ser a viagem, mas tudo bem... algum dia vou precisar!
Bjsssssssss